REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS-BRASIL, Nº. 02 -Jornada Científica - Suplemento Brasil - 2010

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A PREGABALINA COMO NOVA ALTERNATIVA PARA O TRATAMENTO DE EPILEPSIA.

Jorge Mendes Dias Filho, Paulo Ricardo Santos Gomes, Ana Carolina Corrêa de Sousa., Meriane Pires Carvalho

Resumo


Epilepsia é uma patologia que embora não esteja totalmente elucidada, acredita-se que seja causada por distúrbios crônicos caracterizados por disfunção cerebral paroxística devido a uma descarga neuronal excessiva, associada com alteração do estado de consciência incluindo as crises generalizadas ou as convulsões focais discretas e momentâneas do nível de consciência, podendo ser classificada como parciais (simples e complexas) ou generalizadas. O presente trabalho refere-se ao fármaco pregabalina, recém-aprovado pela FDA que é indicado principalmente em crises epiléticas por meio de regulação pré-glanglionar da atividade de neurotransmissores em celulas nervosas. A pregabalina liga-se a subunidades auxiliares α-2-δ dos canais de cálcio voltagem dependentes diminuindo a liberação de neurotransmissores pré-ganglionares na fenda pós-sináptica. Para isso foi realizada uma pesquisa bibliográfica baseada nos estudos clínicos de eficácia e tolerabilidade do fármaco pregabalina que apresentou-se como uma alternativa inovadora na terapêutica.



ISSN 2179-1589
PUBLICAÇÕES UNIVERSO