REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS – UNIVERSO BELO HORIZONTE, Vol. 1, No 5 (2021)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

CUIDADOS PALIATIVOS: O perfil da equipe de enfermagem que presta assistência á crianças com Leucemia Linfoide Aguda.

Lucinete Duarte dos Santos Duarte Santos, Deivison Tiago Silva Fernades Tiago Fernandes, Mikaela Miranda Silva Dolabela Miranda DOLABELA, Geralda MArina de Oliveira Carvalho Marina Oliveira, Danielle Pereira Silva Fernades Pereira FERNANDES

Resumo


A criança que apresenta um quadro de Leucemia Linfoblástica Aguda (LLA) necessita de cuidados especiais ante a gravidade do mesmo e a finitude de sua vida. É preciso fazer um diagnóstico precoce e exato do tipo de câncer, a fim de favorecer o tratamento da doença, aumentando a expectativa de cura e sobrevida. Este estudo teve por objetivo analisar as intervenções e o perfil da equipe de enfermagem em cuidados paliativos em quadros de LLA através de revisão integrativa da literatura. Os dados foram coletados nas bases Adolec, CINAHL, LILACS, SCIELO e PubMed através dos descritores: Cuidados Paliativos; Enfermagem; Neoplasias, Crianças. Restaram vinte e três estudos para fundamentar este trabalho. Predominantemente foram estudos descritivos, exploratórios com abordagem qualitativa.  As intervenções praticadas pela enfermagem são extremamente significativas para o tratamento e a sobrevida, mas, principalmente, quando não existe expectativa de cura, essas intervenções devem promover o conforto e a dignidade da criança, amenizando a sua dor e o sofrimento durante os cuidados paliativos. Durante este período torna-se imprescindível aliar a esses cuidados as questões psicológicas de crianças e dos profissionais de enfermagem envolvidos que devem ter uma formação adequada para esse enfrentamento entre o viver/morrer da criança. Ficou evidenciada a necessidade da formação continuada dos enfermeiros em cuidados paliativos e cuidados psicológicos dos profissionais envolvidos. Observou-se que os cuidados à criança com LLA é pesquisado sob vários aspectos, principalmente no ambiente hospitalar. A dificuldade encontrada pelos enfermeiros foi em como amenizar a dor, de mensurar a intensidade da mesma.

 

Descritores: Cuidados Paliativos; Enfermagem; Neoplasias, Crianças.


Texto Completo: PDF

ISSN 2179-1589

PUBLICAÇÕES UNIVERSO