REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS – UNIVERSO BELO HORIZONTE, Vol. 1, No 5 (2021)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

O papel da enfermagem no cuidado paliativo ao paciente oncológico pediátrico: Revisão integrativa

Lucinete Duarte dos Santos Duarte Santos, Nascimento Araújo Luana Araújo Nascimento, Lucinete Duarte dos santos Ferreira, da Silva Lucas Samuel Lucas da Silva

Resumo


 

O cuidado paliativo trata-se de um cuidado que o enfermeiro ou o profissional de saúde tem com o paciente, para que possa melhorar a qualidade de vida favorecendo a ele um melhor cuidado e qualidade de vida. Tendo em vista não somente o paciente, mas também a sua família que está ligada diretamente ao paciente. Trata de uma revisão integrativa que procurou descreve o papel do enfermeiro frente ao cuidado paliativo pediátricos oncológicos. Por meio da base de dados eletrônicos como BVs, SciELO e ferramenta de busca o Google Acadêmico, entre os anos de 2015 a 2019, sendo selecionados seis (6) artigos. Diante das necessidades do paciente, o processo de cuidado paliativo tende a ser um conforto onde a criança e os familiares podem ter uma atenção e um carinho maior. Sendo assim observa-se que os profissionais de enfermagem necessitam de um conhecimento mais amplo, para que assim possam prestar um melhor atendimento, visando a excelência do cuidado. O déficit de conhecimento por parte desses profissionais pode levar a negligência do cuidado paliativo, gerando assim um desconforto e um sofrimento ao paciente. É importante ressaltar que o atendimento não segue um roteiro padrão, pois acontece de acordo com a necessidade de cada paciente, porém a estimativa é que o atendimento siga um padrão nacional de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). E necessário discutir os cuidados paliativos referente aos pacientes oncológicos pediátricos, pois fazem parte um grupo importante no cuidado que as vezes não são colocados como foco de discussão.


Texto Completo: PDF

ISSN 2179-1589

PUBLICAÇÕES UNIVERSO